Uma Aula de surf e de Alegria !

Porque nos acreditamos que o surf é mais que um esporte. É um estilo de vida, promove o respeito, a diversão e o contato com a natureza. Assim como saúde e educação, TODA criança tem o direito ao lazer, o direito de ser criança! Com algumas pranchas e um dia de sol e muita energia, concretizamos uma ação que em sua simplicidade encheu a praia de alegria: aulão de surf com a molecada dos Raízes do Surf.

 

O bem estar corporal é um dos benefícios do surf.  Além do corpo o surf exercita a mente, promove  o contato com a natureza, despertando assim para questões ambientais, um dos focos do ” Raízes”.

 

 

Anúncios

Raízes Conscientes

São 4 os “R” que formam O Raízes do Surf: Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Reeducar. Em um dia especial os fantoches ganham voz e falam sobre o meio ambiente, agradecimento ao Programa de Educação Tutorial-PET da faculdade de Engenharia de Pesca do Instituto de Estudos Costeiros da UFPA/Bragança pela colaboração em mais uma ação do projeto.

Conhecendo meu “Quintal” – uma aula sobre oceanos

8 de junho é o dia dos oceanos. Para comemorar a data as oceanógrafas Inaê Nascimento e Bruna Martins falaram sobre os ventos, as ondas, os oceanos e os bichos que vivem na água.

__________________

Estimular a criatividade. Uma folha de papel é um mundo livre para as crianças de Ajuruteua.

__________________

Esperamos a maré baixar para aprender brincando. Agradecemos especialmente o Projeto Bicho D’Água por ter cedido o ecojogo nesse dia especial para o Raízes do Surf.

Oficina de Minhocario

Alguma vez você já se perguntou o que fazer com as sobras das refeições? Infelizmente desperdiçar alimentos ainda é uma prática comum, talvez a falta de conhecimento sobre métodos de reciclagem deste lixo orgânico influenciem para esse ato.

Você já ouviu falar de  minhocario doméstico?

É um sistema de reciclagem do lixo orgânico caseiro, com minhocas transformando restos de alimento em adubo. Esse processo – chamado de vermicompostagem – rola dentro de caixas plásticas cheias de terra, onde as “operárias” mandam ver nas sobras de rango, digerindo esse material e gerando um húmus superfértil no lugar. (fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/minhoca-composteira-adubo-lixo-organico-493310.shtml)

Com a mão na terra as crianças de Ajuruteua aprenderam a fazer um minhocário para destinar uma parte do lixo orgânico. Agradecimento especial ao Rafael Busquetti.